15 de junho de 2008

Amargura

O começo é sempre felicidade.
No meio acabo encontrando a fidelidade,
Seguida pela atenção, e afinidade.
É uma pena que no fim, solene,
sobre saudade, perene.

14 de junho de 2008

Bicicleta

A vida para mim é simples;
Andar de bicicleta é um exemplo direto:
Primeiro aprende-se o equilíbrio,
Depois aprende-se a andar sem mãos.
Cair é apenas parte do trajeto.

12 de junho de 2008

Dia dos Namorados

Dia dos namorados?
Comemore com alguém!
Se a vida é bela como dizem,
Por quê ainda estou sem ninguém?

11 de junho de 2008

Para o meu amigo.

Tava afim de escrevinhar e deu nisso aí.Nem dá bola que são só um monte de palavras misturadas sem intensão nenhuma.Apenas comecei a digitar e foi tomando cada rumo um mais sem noção que o outro.
taí então:
tcham tcham tcham...
Que rufem os tambores e chorem as guitarras.
Levantem os vestidos e abaixem as calcinhas!

heheX)

pronto:

Bom,

Bem...Bá. Bavária é uma cerveja muito ruim sabiam?Sabor pesado, não tem aquele romance que você sente ao tomar uma cerveja daqui. Mulher também, pode ter um amargo muito esquisito, se você se sente tranqüilizado por ela sente tesão, e quando tá com tesão demais se sente tranqüilizado. Não sou um exemplo muito bom pra falar disso, pois tive poucas mulheres em minha vida, e destas poucas, foram minoria as inesquecíveis, mas um dom Deus me deu e agradeço muito a ele: Consigo analisar as pessoas e ver o que elas podem oferecer de melhor e o que nunca vão poder oferecer. Partindo desse pressuposto você aprende a lidar com as pessoas, e principalmente com as mulheres, à sua volta e isso facilita muito a sua vida. Na real, só pita na vida dos outros quem não sabe cuidar da sua própria né?! É. E eu sou um exemplo muito verdadeiro disso, pois tô sempre correndo atrás da banca e nunca consigo agarrar nada, a não ser quem me agarra, mas isso é história pra um outro escrevinhamento (se essa palavra existir, me recuso a procurar no Google ou no Aurélio).Como dizia um velho deitado lá em Viamão: O homem que sabe lidar com as pessoas e fazê-las se sentirem seguras sabe a chave para tranqüilidade.Procuramos independência, ser livres pra voar, sair sem destino, trocar um cheque, tomar um pileque... O que mais você quer?

E mais um sopro de alegria.

A cada vento sinto um tento.
A cada momento um invento,
será que aguento viver sem argumento?!

Pode?!

Se pois pode, poderá? Não sei.
Se puder avisa que te conto o que inventei.
Se ir informa, pra não me deixar aqui.
Porém se não informar me deixa, que não quero mais sentir.

10 de junho de 2008

Tem mais o teu perfil.

Não sei se faço a tua cara,
ou se faço à minha imagem.
Não sei se morro por milhagem
ou se estranho a cada idade.
Não sei se jogo por favores ou
se morro por amores, mas sei
que cabe mais a ti do que a mim:
sentir todas estas dores.


Achei que is ficar mais legal aqui, bobagem poetizada
e climatizada.

8 de junho de 2008

Seco

Pois bem,
Pois mal.
Três beijinhos,
E lhe dou um tchau.

Dramatizado

Parar é hábito.
Pensar é praxe.
Agir é instinto.

Por quê será que não paro
de pensar
em te agarrar?

5 de junho de 2008

Primeira Contribuição.

Poesia,

Venho dizer-te que ajuda muito em minha vida e que já és imprescindível.
Sinto muito quando me ausento e quando não posso zelar por ti o dia todo.Todo dia.
Queria expressar em palavras o que sinto, mas sinto que não tenho expressões para
palavrear o que quero. És muito inteligente, criativa e preponderante.És completa, sucinta,
toda toda e com tudo excita.
Adoro pensar em como te deixar mais perfeita e em como te compensar.
Saiba que o transcrevo é exatamente o que sinto e também o que minto.Minto para teu bem,
para teu completamento, mas não minto quando acendo o incenso.


Atenciosamente,



Eu!