4 de abril de 2009

Afago

Não sou mais como antes,
Isto é notável.
Ando sem razões para escrever,
Sem até mesmo, as vezes, razões para viver.
Ando por ai jogado,
Desleixado.
Sentindo-me um trapo.
Tiraram de mim,
Minha inspiração,
E o que veio preencher este vazio,
Foi apenas dor e depressão.

Quero de volta,
Minha razão de escrever,
O velho sorriso no rosto,
A vontade louca de postar até amanhecer.

Penso durante noites de insônia,
Em versos simples que criei,
Mágoas que afaguei,
Momentos felizes que tive,
Mas nada traz de volta,
A doce vontade de escrever.

Um comentário:

  1. Amor muito lindo teu poema....Amei de mais...bjos Thuany

    ResponderExcluir