25 de abril de 2009

Nunca deixe de sonhar ( O mundo da voltas )

Crer em deus era a solução,
Passei maus bocados,
No lixo catando pão.
Cada dia, para mim era uma surpresa,
Não sabia o que viria,
Se teria comida sobre a mesa,
Via nos olhos de minha mãe o sofrimento,
Via na face de meu pai o lamento.
Sonhava toda noite, deitado no chão,
Me cobrindo apenas com um papelão.
Sonhava com o direito de ser feliz,
Ser dono do meu próprio nariz.

Desde pequeno aprendi o que é ser homem,
Fui pro sinal, bem cedo, para evitar a fome.
Maltratado, machucado, na rua apanhei.
A rua é um inferno!
Ah! eu sei.
Criado pela vida, e pela dor,
Sem esperança, sem sorrisos, apenas com amor,
Encontrava nos braços maternos, apoio e consolo,
E palavras doces, que ajudavam no sono.

Cresci ouvindo, que era preciso ter fé,
Que era só esperar,
Pois tudo ia mudar.
Nunca acreditei,
Levava a vida na "sola do pé".

Via, outros meninos de mesma idade que eu,
Andando, com suas roupas aparentemente quentes,
Enquanto eu, com os pés descalços,
Sempre doente.

Inveja não sentia, Apenas lamento,
Meu Deus! porque causaste em mim, tanto sofrimento?
Hoje eu entendo,
Me preparaste para guerra,
Me fez um grande homem, preparado para tudo,
Viver na sociedade hoje, é um absurdo.
Mas não desista vá em frente,
Cada obstáculo que você cruzará,
Te tornará mais resistente.

Hoje eu venci,
To aqui pra provar,
Se você almeja alguma coisa,
tem que buscar, batalhar,
Nunca pare de sonhar.

A meta é essa.

3 comentários:

  1. Nossa, muito emocionante. amei !

    ResponderExcluir
  2. fico muito emocionante!!!!
    bah muito mesmo...!!
    :)

    ResponderExcluir
  3. nossa ameei,foi muito criativo. :)
    muuito bomm mesmo.

    ResponderExcluir